Um tal Zé Tamborzeiro

E por andar assim, tão apaixonado e delirante

Ele saiu por aí errante

Sem saber como era antes

Sem saber  se era amor ou amante

Vivendo um sonho errante

 

Não por medo e nem por razão

Batizou seu samba com canção

Amaldiçoada paixão

Quisera que fosse assim

Dia não e dia sim, dia sim e dia não

Virou Zé Tamborzeiro por profissão

 

Hoje canta samba de roda

E gosta de ver a nega sambar

Nos botecos que já foram moda

Que hoje são lembranças  para fazer adulto chorar

 

Talvez um dia nesses rabiscos de papel

Alguém lembre de Zé Tamborzeiro

Que hoje batuca no céu

Anúncios

Sobre luizcfgf

Administrador de Empresas, Colorado, Quaraiense, metido a judoca, metido a poeta...um pouco de tudo e um monte de nada.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s