O malandro Serafim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já conheci coração de Mãe

E aprendi que nele sempre cabe mais um

Mas homem com coração assim

Só o malandro Serafim

 

Com o Serafim não tinha ruim

Amava todo tipo de beleza

E se a “coisa” ficava séria

Botava logo as cartas na mesa

 

Pra cada novo amor

Uma nova música

Até começar a repetir o que ele cantava

Pois a produção musical não mais o acompanhava

 

Cada dia uma nova paixão

365 ou mais era sua produção anual

Nunca vi o Serafim, nem por amor ficar mal

 

Moças que lêem esta história

Calmem, não precisar começar a prece

Como ele só tem um

E Serafim!? não procriou a espécieImage

Anúncios

Sobre luizcfgf

Administrador de Empresas, Colorado, Quaraiense, metido a judoca, metido a poeta...um pouco de tudo e um monte de nada.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s