Lembranças de minha terra

Nasci irmanado com a fronteira

Abaixo de mau tempo e trovoada

Desde pequeno aprendi a amar esta terra

Pedaço de chão, minha querência amada

 

E em cada ano vivido ali

Trago lembranças singelas e altaneiras

Os bailes, fandangos, chamamés e vaneiras

Cada amigo e as saudades que deixei ao partir

 

Morar longe donde nascemos,

Dói muito em cada fim de tarde

As escolhas de vida que fizemos

Nos distanciam, trazendo alegria, tristeza, silêncio e alarde

 

Porque grito para todos os cantos do mundo

Que sinto sim, saudades de minha terra

E o sentimento é grande e profundo

Quase que o de uma Mãe que perdeu o filho na guerra

 

E com os olhos cheios d’água,

Chego a sentir o cheiro do carreteiro molhadinho,

Das comidas de minha mãe e as nossas comilanças,

Não tem como esquecer os carinhos

De cada conterrâneo,  irmãos de vida e lembranças

 

Quaraí o nome da minha saudade,

Minha Querência cada vez mais amada

Cada dia que passo longe de ti

Sinto-me mais longe fisicamente e mais perto como representante deste pago

Quando cevo meu amargo,

ouvindo Luis Menezes e suas valsas

Lembro do Rio Uruguai, da balsa e das noites em frente a igreja.

Da Salamanca do Jarau, nossa lenda

Do futebol no Aluízio Falcão, do carnaval no comercial e dos beijos da prenda

Image

Anúncios

Sobre luizcfgf

Administrador de Empresas, Colorado, Quaraiense, metido a judoca, metido a poeta...um pouco de tudo e um monte de nada.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s